domingo, 17 de junho de 2012

Depois de ver o mar...

Só depois de ver o mar pela primeira vez, e baías com muitos barcos, eu finalmente tive coragem de arriscar-me a pintar marinas.
Por mais imagens que vemos, nunca é a mesma coisa que pintar com aquela impressão na alma...
Os olhos que contemplam e a alma registra.
Pintar assim é muito mais fácil e emocionante!

 


(Conheci o Rio de Janeiro em junho de 2011, e finalmente vi o mar pela primeira vez... 
E espero que seja a primeira de muitas!)