domingo, 17 de junho de 2012

Iguais, mas diferentes...

Um colega de trabalho encomendou a tela de um cão. 
Como ele não especificou qual era o tipo cão, fiz este aqui...
O Oscar demonstrou ter gostado muito...


E uma vizinha encomendou o quadro de uma cadela que pertencia à sua sobrinha e que, inexperadamente, morreu. 
Detalhe: Eu nunca vi essa cadela quando viva e, depois da morta, tive de pintá-la. (!)
Algumas orientações da vizinha, a foto de um cão parecido encontrado na Internet, e pronto! 
Eis a foto da falecida...


(A dona da Princesa amou o retrato póstumo da cadelinha...)